Sessão Pipoca#1 - Estrelas além do Tempo

Atualizado: Jun 18

"Aqui na NASA a urina é da mesma cor". Kevin Costner, interpretando Al Harrinson o líder da NASA na corrida espacial contra os Russos, entoa essa frase, com um pé de cabra na mão, e colocando abaixo uma placa que determinava o acesso exclusivo aos banheiros femininos dependendo da cor da pele. Lembrando, as questões raciais e de gênero, eram latentes na década de 60. Nos emocionamos com a trajetória de 3 mulheres sensacionais e portanto, nesse caso, ele não é o único a esbanjar lições para a vida pessoal e profissional durante o filme.


Usando os filmes como estratégia de ensino

Antes de falar sobre o filme em si, vamos entender porque usa-los nas postagens. Em todas as oportunidades de aulas com jovens que tive , tentei sempre levar alguma sugestão de filme para exemplificar, ilustrar pontos que trabalhava com os alunos. Considero uma ótima forma de melhorar o ambiente da aula. Uou! e aqui, são duas horas de muitas reflexões.



A atriz Taraji P. Henson representou Katherine Johnson, entres outras recortes 'geometria analítica", já Olivia Spencer no papel de Dorothy Vaughn a especialista em Fortran, e por fim Janelle Monáe a engenheira Mary Jackson.



O contexto

No auge da corrida espacial travada entre Estados Unidos e Rússia durante a Guerra Fria, uma equipe de cientistas da NASA, formada exclusivamente por mulheres afro-americanas, provou ser o elemento crucial que faltava na equação para a vitória dos Estados Unidos, liderando uma das maiores operações tecnológicas registradas na história americana e se tornando verdadeiras heroínas da nação.

Lançado em 2017 sob direção de Theodore Melfi , um dos filmes da minha lista de favoritos.


Aqui na Nasa a urina é da mesma cor

Como eu disse poderia discorrer o filme todo, tamanha empolgação em replicar trechos que marcam, ensinam. Mas vou ficar com a cena onde Al Harrinson, pega um pé de cabra e arrebenta uma placa com a expressão "Colored Ladies Room", que determinava a utilização de banheiros específicos para mulheres negras e brancas.

Em 1961 e 1962, a segregação racial era um assunto polêmico nos Estados Unidos, citei os banheiros, mas haviam restrições de acesso a bibliotecas, lanchonetes, bebedouros e ônibus, e muitas outras.

Voltando à cena em particular, marca um momento onde as três principais personagens começam a ganhar mais voz e respeito durante a trama, e passam a ter seu talento reconhecido a favor do projeto de levar o homem ao espaço.

A cena se desenrola porque Katherine Johnson necessita se ausentar por mais de 40 minutos porque precisava se deslocar quase 800 metros para acessar uma banheiro especifico para as mulheres negras. Num desabafo, ela expõe a situação que de imediato provoca a reação marcante do personagem de Kevin Costner, que marreta a placa e entoa o recado a todos, afirmando que para levar o homem a lua precisaria da ajuda de todos.


Não vou falar das lições vou deixar frases que recortei durante o filme para lhe provocar a assistir e formar suas conclusões.


"As coisas por aqui são rápidas, precisamos olhar além dos números, através deles, números que não existem, olhar nas entrelinhas, na minha cabeça eu já estou lá"


"O final do Dia aqui... é ontem..."


"Colocaremos um homem no espaço.... E parece que isso nunca foi feito antes. Como ficamos em 2º numa corrida com apenas dois competidores?"


"Sou uma mulher negra não quero o impossível"


"Quanto mais aprendermos mais nos tornamos valiosos - cena da instalação dos mainframes da IBM, show de bola essa"


"Você é o chefe... Só precisa agir como um"


Garanto, o filme é ótimo, podemos tirar inúmeras lições, para encerrar vou ficar com a de Dorothy Vaughn, percebeu que a NASA adquiriu Computadores da IBM, tratou de estudar 'Fortran" - Linguagem de computação, porque "alguém" precisaria configurar as máquinas, e foi além, treinou todas as suas pupilas porque sabia que o equipamento substituiria postos de trabalho, noutra ponta, geraria oportunidades.

#Palavraschave - Visão de futuro, treinamento, treinamento em equipe, iniciativa, liderança, perseverança, e serenidade(cena da biblioteca).


"Estudar faz crescer"


Grande abraço a todos, espero que gostem da dica de filme, lembre-se, olhe nas entrelinhas.

Comente... qual a parte do filme que mais lhe marcou? Trarei outra postagem sobre outro trecho do filme.


contato@joelciomoreira.com.br












179 visualizações

© 2020 Joelcio Moreira

  • Grey Instagram Ícone
  • LinkedIn Joelcio Moreira
  • Facebook Joelcio Moreira
  • Youtube Joelcio Moreira